Blog

Quando investir em um Ambiente SAN

Uma dúvida que pode pairar na mente de muitos gestores de TI ao expandir ambientes on premises é quando – ou como – implementar um Ambiente SAN.

A SAN, ou Storage Area Network, consiste na implementação de um ou mais switches para promover o isolamento entre a rede de comunicação e a rede de dados. Ela é normalmente associada ao protocolo Fibre Channel (FCP), mas também pode ser configurada com NAS, FCoE, iSCSI ou, mais recentemente, com iSER/iWARP.

O protocolo Fibre Channel foi desenvolvido levando em consideração muitos desafios das redes Ethernet e foi projetado para resolver muitos desses problemas automaticamente – podemos pensá-lo como um meio físico totalmente voltado a dados. O protocolo Ethernet existe há cerca de 4 décadas e antes da criação dos switches não era possível criar “uma malha” (as conhecidas fabrics), pra citar uma de suas deficiências.

Por meio da automação integrada, as redes Fibre Channel são inteligentes o suficiente para avaliar e utilizar todas as rotas de tráfego. Não há risco de um novo dispositivo derrubar uma fabric porque alguém conectou o dispositivo errado na porta errada, o que significa que incorre em menos erros ao adicionar novos dispositivos. Em uma fabric FC, exceto por razões de arquitetura, onde quer que você conecte um novo dispositivo, ele vai funcionar (os mais familiarizados com redes Ethernet sabem bem o caos que se causa numa rede Ethernet/IP ao conectar um cabo na porta errada…).

Existem muitas vantagens na utilização de redes SAN FCP e que podem servir como direcionador para a tomada de decisão:

  • aumento de performance em relação a outros protocolos;
  • possibilidade de interconexão de diversos dispositivos (storages, servidores, tapes) com alta-disponibilidade;
  • simplificação de ambientes;
  • alto nível de confiabilidade.

O protocolo FC é fortemente indicado para ambientes com grande apelo de disponibilidade e performance, podendo chegar a 32GBps por porta nos equipamentos mais recentes e com cada equipamento podendo ser conectado por tantos caminhos quantas forem sua disponibilidade de portas e/ou necessidade de performance.

Novos protocolos estão chegando para endereçar demandas de alta performance e eficiência, como é o caso do iSER/iWARP (Internet Wide Area RDMA Protocol), que é uma evolução do iSCSI (ambos utilizam um meio físico diferente do FCP).

A ASSET tem diversos projetos de Ambientes SAN implementados (clique aqui e conheça o case da Ceramfix), endereçados de acordo com a necessidade de cada cliente.

Se sua empresa precisa implementar ou revisar sua rede de dados, entre em contato conosco e um de nossos arquitetos te dará todo o suporte necessário para a escolha da tecnologia ideal para seu projeto!

Veja também

Rua XV de Novembro, 1155 – Sala 1601C
Edifício HUB Business – Centro
CEP 80.060-000
Curitiba/PR – Brasil